h1

Entrevista a Nancy Scheper-Hughes, defensora da Antropologia Militante

Março 13, 2011

Nesta entrevista, a antropóloga norte-americana Nancy Scheper-Hughes recorda a sua infância e as suas experiências no terreno, para além de reflectir acerca da posição militante que a Antropologia poderá enveredar. Este tema encontra-se igualmente explorado no artigo “The Primacy of the Ethical: Propositions for a Militant Anthropology” (1996), em que Scheper-Hughes critica o papel tradicional do antropólogo enquanto um observador neutro e o relativismo cultural.

P.Osório

One comment

  1. Acho importante que o pesquisador assuma a falta de neutralidade. Mas ao se colocar como qualquer outro ser humano, deve cogitar que em suas posições pode assumir preconceitos e colocar apenas o seu ponto de vista, ao invés de mostrar uma realidade que não é a sua.



Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: