Archive for Março, 2015

h1

sessão dia 24.3.2015

Março 23, 2015

Resumiremos (em 20 minutos) as sessões anteriores, e procederemos à prevista para amanhã:

A Antropologia deve ser militante?.
VALE DE ALMEIDA, M. 2004 “Cidadania e Antropologia: perplexidades de um agente social híbrido”.In Ensaios de Antropologia e Cidadania. Porto: Das Letras do Campo
HASTRUP, Kirsten e ELSASS, Peter, 1990. “Anthropology Advocacy. A Contradiction in Terms?” Current Anthropology, Vol. 31, Nº 3, pps 301-311.
Sara Brasil, João Costa

h1

Março 21, 2015

Encontrei esta noticia que achei que deveria ser partilhada para todos reflectirem.

Ao que parece,  o deputado Bruce Grey Owen, de Ontário, Canadá, afirmou , num programa radiofónico do seu país, que ficou “chateado” por ter sido negado, em tribunal Constitucional, a decisão do seu governo de proibir o uso do niqab nas cerimonias de cidadania do seu país.

Afirmou mesmo que , e passou a citar a noticia no Jornal : ” Se não está disposta a mostrar o rosto numa cerimónia em que se vai unir ao melhor país do mundo, francamente, se não gosta de o fazer, ou não o pretende fazer, deve ficar no inferno de onde veio”. 

Se pensarmos isto, à luz da Artigo 2 da Declação Universal dos Direitos Humanos, observamos, realmente a “utopia” dos DH , face a alguns problemas.
“1. Todo ser humano tem capacidade para gozar os direitos e as liberdades
estabelecidos nesta Declaração, sem distinção de qualquer espécie, seja de raça, cor, sexo, idioma, religião, opinião política ou de outra natureza, origem nacional ou
social, riqueza, nascimento, ou qualquer outra condição.
2. Não será também feita nenhuma distinção fundada na condição política, jurídica ou
internacional do país ou território a que pertença uma pessoa, quer se trate de um
território independente, sob tutela, sem governo próprio, quer sujeito a qualquer
outra limitação de soberania.”

Em anexo, a noticia :

http://www.noticiasaominuto.com/mundo/364341/se-querem-usar-veu-podem-ficar-no-inferno-de-onde-vieram

Mafalda Santos

h1

Temas em debate no dia 17.3.2015

Março 16, 2015

Temas em debate no dia 17.3.2015

Escrevendo pro e contra a cultura. – moderada por Bernardo Taborda, com base nos textos de Abu-Lughod (1991) e Sahlins (1998)

Historia de uma relação perigosa: Antropologia e Direitos humanos. – moderada por Sónia Soares, Márcia Silva, Cassilda Azevedo, Mafalda Sousa, com base nos textos de Esser (1993) e Miguel Vale de Almeida (2012)

 

h1

Notas do Mini-Teste 1

Março 16, 2015

…com algum incentivo para o futuro 😉

podem ver aqui

h1

The End of Development

Março 13, 2015

The World Debate

Listen in pop-out player

Anthropologist Henrietta Moore argues that the age of development is over and that we need new ideas on how to improve human lives.

http://www.bbc.co.uk/programmes/p02l0c1r?utm_content=buffer6fc84&utm_medium=social&utm_source=facebook.com&utm_campaign=buffer

h1

Objectivos do Milénio

Março 13, 2015

Boa noite,

Achei que seria boa ideia fazer aqui a introdução ao tema Objectivos do Milénio 2015. Os ODM, ou Millenium Development Goals em inglês, surgem no ano 2000 numa cimeira das Nações Unidas, promovida por Kofi Annan, no seguimento da leitura dos relatórios saídos dos vários organismos da ONU, na avaliação do milénio que tinha acabado.
Nesta Cimeira, 189 Chefes de Governo acordaram na prossecução dos seguintes pontos:
1) Reduzir a pobreza extrema e a fome
2) Alcançar o ensino primário universal
3) Promover a igualdade de género e a emancipação feminina
4) Reduzir a mortalidade infantil
5) Melhorar a saúde materna
6) Combater o VIH/SIDA, malária e outras doenças altamente contagiosas
7) Garantir a sustentabilidade ambiental
8) Criar uma parceria mundial para o desenvolvimento

Desde aí, todos os anos se realiza um relatório com vista a averiguar o cumprimento dos Objectivos. Já estamos em 2015. Qual a vossa opinião? Acham que tem havido um derradeiro esforço no cumprimento dos ODM?

Deixo igualmente um vídeo que explica este projecto:

https://www.youtube.com/watch?v=v3p2VLTowAA

[Carolina Chaves]

h1

Direitos de trabalho : Direito à greve

Março 10, 2015

Lamento o incómodo, e a informação tardia, mas informo-vos que, a manter-se a greve da Função Pública convocada para esta sexta-feira (o que naturalmente deverá ocorrer) não darei aulas nesse dia.

O restante calendário de atividades mantêm-se inalterado e o vosso trabalho prévio de leituras para essa sessão também se deverá manter…

Bom trabalho,

MCS