h1

A pedido da Tatiana

Maio 3, 2016
http://expresso.sapo.pt/internacional/2016-05-01-Extrema-direita-alema-apresenta-manifesto-anti-islao
«Cerca de 2000 deputados reuniram-se este sábado e domingo para discutir o programa do partido [de extrema-direita da Alemanha], que até aqui tinha como bandeira única a oposição aos refugiados. A maioria subiu a palco para apelar a medidas contra “os símbolos islâmicos do poder”, entre eles os minaretes, a burqa e o niqab, e criticar a atitude conciliadora de Merkel.»
Esta notícia do expresso é um bom exemplo do que temos discutido nas últimas aulas. A burqa e o niqab são o símbolo visível da diferença entre a comunidade muçulmana alemã e a comunidade não muçulmana, daí o desejo de o eliminar pois sentimo-nos desconfortáveis quando estamos “rodeados” de pessoas “diferentes” de nós, que não se assemelham à nossa imagem, sentimo-nos fora da nossa “zona de conforto”.”

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: