h1

A pedido da Tatiana Trilho

Maio 17, 2016
https://www.youtube.com/watch?v=4gZCFdHkd4A
https://www.youtube.com/watch?v=tQ3PIhFHDdE
http://www.theguardian.com/commentisfree/belief/2013/apr/26/panorama-expose-sharia-councils-balance
Os primeiros dois links correspondem à parte 1 e 2 de uma reportagem de investigação feita pela BBC aos concelhos da sharia britânicos. O último reenvia-nos para um artigo de John Bowen, cujo texto sobre o mesmo tempo consta da bibliografia da cadeira, que responde a esta reportagem que passa uma imagem negativa destas instituições, nomeadamente de descriminação de género, que prejudica as mulheres.
Penso que este vídeo e artigo são importantes pois mostram uma perspectiva atual da influência das instituições islâmicas em países seculares, e como continuam a ser alicerces para as comunidades muçulmanas, apesar das suas decisões não terem validade legal. O exemplo referido é o do divórcio, que John Bowen, também aborda no texto A new anthropology  of Islam, e penso que fica evidente a importância do reconhecimento religioso do divórcio, que é feito à luz da interpretação dos mediadores do concelho islâmico da sharia. Mesmo tendo a possibilidade de não recorrer a este concelho para efetivarem o divórcio – que só tem validade legal quando reconhecido pelo tribunal – as mulheres continuam a fazê-lo

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: