Archive for 6 de Dezembro, 2018

h1

Alícia tinha glamour quanto bastasse!

Dezembro 6, 2018

Alícia, vivia num bairro caro de Madrid, doava esmolas e parecia ter uma vida de sucesso. A vizinhança e o próprio filho não suspeitavam das privações de Alícia, que a ninguém ousou falar dos seus problemas. De secretária de sucesso de uma firma conceituada, quando a empresa fechou portas, por reforma dos seus proprietários, passou a aceitar trabalhos menos qualificados. Até que o desemprego e a solidão a envolveram, não num abraço de carinho, mas no aperto de um nó que o coração foi incapaz de desapertar. No dia em que os “do Tribunal e do Banco” vieram para executar o “despejo”, Alícia, aquela mulher miúda, com ar aristocrático e elegante, não lhes abriu a porta. Atirando-se do n.º 4 do quinto andar daquele bairro chic de Madrid,  estatelou-se no empedrado da calçada, sem vida!

Nota: Diz o Governo,  ir agora alterar a “Lei dos despejos”, para que não se repitam este tipo de tragédias! Alícia não se terá “imolado” em vão, assim se espera e deseja.

Arnaldo Vasques

h1

Dezembro 6, 2018

Sami Naïr ( Tremecén, Argélia, 23 de agosto de 1946) politólogo, filósofo, sociólogo e catedrático francês, especialista em movimentos migratórios e demográficos, afirma estarem de volta ideologias que julgávamos já extintas. E acrescenta: o imparável processo de globalização leva a uma transformação social que ameaça provocar uma quebra acentuada nos direitos e liberdades conquistados nos últimos anos. O pensador, que recebeu em San Sebastián o prémio Ramón Rubial da Solidariedade e Cooperação, acentuou que se terão de aplicar doses de “muito humanismo” para fazer frente à situação actual. Sami, foi galardoado pela seu empenho na “defesa da democracia e da liberdade”, valores que poderão pôr fim ao frenético individualismo que ora se vive! (EL PAÍS, 2108.02.12)

Arnaldo Vasques