Posts Tagged ‘antropologia aplicada’

h1

A antropologia como arma dos militares

Abril 19, 2008

O texto de William O. Beeman publicado na edição portuguesa do Le Monde Diplomatique pode ser lido aqui. (A qualidade da imagem não é a melhor, mas está legível, espero.) A versão em inglês pode ser lida no site do LMD.

Entretanto, no blog Culture Matters, Greg Downey critica o artigo de Beeman , este responde e Downey comenta a resposta.

Um outro artigo, na mesma edição portuguesa do LMD, imputa à antropologia e aos antropólogos a responsabilidade “histórica” pela utilização da etnografia das diversidades étnicas e culturais na construção de uma “política das raças” (segundo a expressão do autor). Diz Alain Ruscio, historiador, no texto “Ao serviço do colonizador“:

“Sempre e em toda a parte, os decisores basearam-se em divisões minuciosamente estudadas pelos eruditos: no Magrebe, berberes/cabilas contra árabes; na Indochina, anamitas contra grupos étnicos minoritários e/ou contra cambojanos; em Madagáscar, hovas contra merinas… Não afirmamos que tais divisões eram artificiais, que foram criadas pelos novos donos e senhores. Mas elas constituíram o húmus da “política das raças”: muito concretamente, essa diversidade humana e étnica das sociedades dominadas foi utilizada para se obter uma divisão permanente.”

… o que remete para a discussão do texto de Lila Abu-Lughod, Writing against culture, e para a sua defesa de um “humanismo táctico” como forma de atenuar o efeito algo perverso da etnografia da “diferença” cultural, efeito esse de reificação e aprofundamento das diferenças.

[CM]

h1

Antropologia@guerra

Abril 7, 2008

Algumas ligações para reacções à participação de antropólogos nas equipas “Human Terrain Systems” do exército americano em cenários de guerra:

Savage Minds (anthropology at war);

antropologi.info (ethics; applied anthropology)

open anthropology (colonialism/imperialism; militarizing anthropology)

American Anthropological Association (AAA Board Statement on HTS; AAA Public Affairs – blog para discussão sobre a participação de antropólogos no HTS; AAA final report)

Anthropology.net (US Army is Embedding Anthropologists; Anthropologists in the Military; The AAA decides to oppose HTS Anthropology; More on the AAA’s decision to oppose the HTS)

Culture Matters (applied anthropology; ethics)

Declaração de Marshall Sahlins (carta aberta ao NYT)

Texto de David Price (“Pilfered Scholarship Devastates General Petraeus’s Counterinsurgency Manual”)

Artigo de Roberto J. Gonzalez (“We Must Fight the Militarization of Anthropology”), que é um dos promotores da Network of Concerned Anthropologists. Esta rede informal divulgou as suas razões num vídeo que pode ser visto na coluna à direita.

E, finalmente, sobre os antropólogos estrategas e defensores dos HTS: Montgomery MacFate e David KillCullen.

[CM]

h1

“Army Enlists Anthropology In War Zones”

Abril 5, 2008

 5/10/07, NY Times
http://query.nytimes.com/gst/fullpage.html?res=9d04e3d81130f936a35753c1a9619c8b63  (s/imagens)

“The aim, they say, is to improve the performance of local government officials, persuade tribesmen to join the police, ease poverty and protect villagers from the Taliban and criminals.”

  De novo as questões da Antropologia Aplicada, nomeadamente à guerra em nome dos Direitos Humanos. Depois do controlo colonial e da guerra do Vietname, é difícil pensar esta possibilidade para a disciplina sem preconceito. Poderá contribuir a Antropologia para a redução dos confrontos armados e introdução de uma nova perspectiva – mais dialogante e descentrada – dentro do exército americano? Ou será esta uma visão cor-de-rosa para uma realidade violentamente assimétrica, onde a participação do antropólogo é necessariamente pouco ética porque cooperante com interesses políticos duvidosos? (Não tínhamos falado em Antropologia com responsabilidades práticas e políticas?…)

  Não me parece um assunto fácil de discutir, sobretudo porque não vislumbro grandes soluções intermédias. Gostava de ouvir/ler algumas opiniões…

LGS (Liliana Gil Sousa)